MENU

PDF Download

Morte Em Veneza - Thomas Mann

Descrição do livro:

Publicado em 1912, A Morte em Veneza conta a estória do escritor alemão Gustav von Aschenbach, que vai passar férias em Veneza. Lá, apaixona-se platonicamente pelo jovem polonês Tadzio, de 14 anos, e passa os dias a admirá-lo. O livro praticamente traz considerações de Aschenbach sobre as dicotômicas beleza natural do jovem e a arte da escrita tão arduamente trabalhada por ele. Ou sobre juventude e velhice, sabedoria e ignorância, saúde e doença.



Links - TOP 20:

O Cortiço - Aluísio Azevedo - PDF
1984 - George Orwell - PDF
O Alienista - Machado de Assis - PDF
O Diário de Anne Frank - PDF
Bíblia PDF
Odisséia - Homero - PDF
Iracema - José de Alencar - PDF
Romeu e Julieta - William-Shakespeare - PDF
Os Sertões - Euclides da Cunha - PDF
Orgulho e Preconceito - Jane Austen - PDF
Memórias Póstumas de Brás Cubas – Machado de Assis - PDF
Mein Kampf - Adolf Hitler
Dom Casmurro – Machado de Assis - PDF
Senhora - José de Alencar - PDF
Histórias de Fantasmas - Charles Dickens - PDF
Amor é fogo que arde sem se ver - Luís Vaz de Camões
O Navio Negreiro - Castro Alves
Os Miseráveis - Victor Hugo - PDF
Canção do exílio - Gonçalves Dias




Sobre o Autor:

Paul Thomas Mann (Lübeck, 6 de junho de 1875 — Zurique, 12 de agosto de 1955) foi um escritor alemão.

Tendo recebido o Nobel de Literatura de 1929, é considerado um dos maiores romancistas do século XX. Irmão mais novo do também romancista Heinrich Mann, Thomas Mann teve seis filhos: o escritor Klaus, a atriz Erika, o historiador Golo Mann, a ensaísta Monika Mann, o violinista e literato Michael Thomas Mann[1] e a cientista Elisabeth Mann.



YOUTUBE - Meu Canal

Lista de Poemas by Sanderlei



Morte em Veneza - Wikipedia

Morte em Veneza (no original em alemão Der Tod in Venedig) é uma novela escrita por Thomas Mann e publicado pela primeira vez em 1912.

Em A Morte em Veneza, Thomas Mann apresenta uma escrita complexa e profunda, onde quase cada parágrafo pode ter várias leituras. Em contraponto, o enredo é praticamente inexistente: um homem de meia-idade viaja até Veneza, apaixona-se platonicamente por um jovem rapaz polaco extremamente atraente e morre sem sequer ter trocado uma palavra com ele.

Se, a uma primeira leitura, a homossexualidade se torna evidente em A Morte em Veneza, conforme se debruça na narrativa, essa questão mostra-se secundária à análise da obra. Não foi esta a preocupação central do autor, visto que nem sequer houve contato físico entre as personagens, estando o amor de Aschenbach por Tadzio no âmbito da idealização. A verdadeira atração de Gustav mostra-se ser pela beleza e perfeição do menino, o que fica evidente para o leitor, dentre outros motivos, na medida em que Tadzio é apresentado como “o belo”. Rosenfeld (1994, p. 183) declara que “Aschenbach vê no jovem Tadzio o reflexo temporal da beleza eterna, do ideal sempre perseguido e de tal modo irresistível na sua encarnação que se acha moralmente desarmado diante da imagem perfeita”. Logo, a imagem de Tadzio seria uma captura da beleza, que a arte se encarrega por eternizar. Segundo o mesmo autor, o amor de Aschenbach por Tadzio vai se dar como uma paixão narcisista, em que o escritor ama na beleza do menino a sua própria imagem, a própria meta espiritual, o sonho da beleza. Sonho este que, ironicamente, irá lançá-lo às profundezas da dissolução. Por fim, confirmando as hipóteses já defendidas pelos autores acima citados, Rodrigues (s.d.), em seu artigo O erotismo e a estética em A Morte em Veneza, defende que Aschenbach busca na arte a forma física e a perfeição que gostaria de ter.

De A Morte em Veneza: “Ele era mais bonito do que as palavras podiam exprimir, e Aschenbach (o homem de meia-idade) sentiu dolorosamente, como tantas vezes antes, que a linguagem pode apenas louvar, mas não reproduzir, a beleza que toca os sentidos. (...) Tadzio (o rapaz polaco) sorriu; (...) E recostando-se, com os braços caídos, transbordando de emoção, tremendo repetidamente, segredou a formulação tradicional do desejo - impossível, absurda, abjecta, idiota mas sagrada, e mesmo neste caso honrada: "Amo-te!"

Como em suas outras grandes obras, Mann explora o papel do artista na sociedade. O cerebral Aschenbach exibe uma disciplina e resistência extraordinárias em seu trabalho literário, mas seus desejos íntimos acabam por dominá-lo



Sanderlei Silveira

Conteúdo Educacional

Conteúdo Educacional por Sanderlei Silveira. História e Geografia dos Estados de Santa Catarina, São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro, Atividades Educativas para Crianças de 4 à 11 anos, Resumo de História, Artes e Atualidades, Livros em Domínio publico para download em PDF, Livros para leitura online e a obra completa de Machado de Assis.

Menu completo - Clique Aqui!

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira

Morte Em Veneza - Thomas Mann


PDF Domínio Público
Livros em PDF para Download
Lista completa de Livros em PDF para Download em Domínio Público



Radar by Sanderley (Playlist)




Mais de sanderlei.com.br

Música - Song
Radar by Sanderlei (TRENDS)
Tudo que rola no mundo musical, incluindo Billboard Hot 100 e músicas de mais de 100 países em 50 diferentes línguas.

Poesia & PDF
Poemas & PDF by Sanderlei

Anne Frank - PDF
Machado de Assis - PDF
A Divina Comédia - Dante - PDF
Língua Portuguesa - Olavo Bilac
Hamlet - William-Shakespeare - PDF
O Processo - Franz Kafka - PDF
Romeo and Juliet (In English) - William Shakespeare - PDF
A Cartomante - Machado de Assis - PDF
O Navio Negreiro - Castro Alves - PDF
Antologia de Contos Extraordinários - Edgar Allan Poe - PDF
Persuasão - Jane Austen - PDF
Sôbolos rios que vão - Luís Vaz de Camões
Helena – Machado de Assis - PDF
Quase - Mário de Sá-Carneiro
O Velho e o Mar - Ernest Hemingway - PDF
Anna Karenina - Leon Tolstói - PDF
Budismo Moderno - Augusto dos Anjos
O morcego - Augusto dos Anjos
Porque Quereis, Senhora, que Ofereça - Luís Vaz de Camões
Marabá - Gonçalves Dias
A moleirinha - Guerra Junqueiro
Incensos - João da Cruz e Sousa
Vozes da Morte - Augusto dos Anjos